Rápidas pelo Brasil - Política

julho 12, 2009 ·

BRASIL

PT É SARNEY DESDE CRIANCINHA

Pobre PT. Está sendo obrigado por Lula a embalar quem não pariu.

Em fevereiro ultimo, PT e PSDB se juntaram para eleger Tião Viana (PT-AC) presidente do Senado.

Ganhou Sarney com o apoio do seu partido, o PMDB, do DEM (que agora pede seu afastamento) e de outros partidos.

Foi principalmente com o apoio velado de Lula que Sarney pode se reeleger pela terceira vez para presidir o Senado.

Sarney só não perde o cargo porque o PT ainda o defende.

Sozinho, o PMDB não conseguiria sustentá-lo.

A instalação da CPI da Petrobras foi a maneira encontrada pela dupla Sarney-Renan Calheiros (PMDB-AL) para chantagear o governo e forçá-lo a assegurar o apoio do PT a Sarney.

Se esse apoio claudicar, o PMDB deixará a CPI correr mais ou menos frouxa.

É tudo o que o governo não quer. CPI? E ainda por cima fora de controle?
Daí... Daí o PT virou Sarney desde criancinha.

Os senadores do PT deveriam ser presenteados com um farto bigode postiço. Alozio Mercadante (SP), o líder, não precisa.

POLITIZAR DEBATE SOBRE O PRÉ SAL

“Vencido o primeiro round da luta para segurar o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), acussado por uma série de denúncias de irregularidades, o governo vai politizar o debate sobre o pré-sal para esvaziar a CPI da Petrobrás, que será instalada na terça-feira.

Com o argumento de que a CPI e a discussão sobre o marco regulatório do pré-sal estarão “intimamente ligados” a partir de agosto, quando os senadores voltarem das férias, o Palácio do Planalto prepara estratégia sob medida para carimbar a oposição como “impatriótica”.

A crise política e o novo regime de exploração do petróleo - que prevê uma estatal para representar os interesses da União nos contratos, destinando parte do dinheiro das reservas a um fundo de educação - são os principais temas da reunião ministerial convocada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para amanhã, na Granja do Torto.

Para desidratar a CPI da Petrobrás, o governo ressuscitou o lema “O Petróleo é Nosso” - que embalou a campanha nacionalista dos anos 50 - e pretende jogar a opinião pública contra os adversários do PSDB e do DEM.
(Estadão)

FUTURO PETISTA

Ilário Marques está confiante de que será reeleito presidente do PT estadual, depois de superado o impasse jurídico que quase impediu sua candidatura. Com apoio da tendência Democracia Socialista (DS), da prefeita Luizianne Lins (PT), Ilário é um nome difícil de ser batido. A prefeita tem ficado distante das decisões da tendência, mas sua base é capaz de provocar estragos. Em 2007, a prefeita prometeu ao grupo do então presidente petista, Joaquim Cartaxo, isenção no segundo turno entre ele e Ilário. Assim foi. Mas a base da DS caiu em campo para fazer campanha por Ilário. Sem apoio formal da prefeita, mas com a adesão de sua base, o atual presidente conseguiu chegar à apertada vitória.

FUTURO PETISTA II

Ilário Marques já começou a defender, em entrevista ao O POVO da última semana, a tese de candidatura própria do PT em 2014. Você não leu errado. É 2014 mesmo, já que, até o integrante da cúpula petista mais crítico em relação a Cid Gomes dá como certo o apoio do partido à reeleição do governador, no próximo ano. Mas Ilário não é o único a pensar longe. Pelo menos dois outros grão-petistas também querem candidatura própria em 2014 e, mais que isso, têm intenção de ser eles próprios candidatos, segundo já confidenciaram em conversas de bastidores. Tratam-se da prefeita Luizianne Lins e do deputado federal José Guimarães.
O Povo

Fabio de Oliveira

0 comentários:

FACULDADE CATÓLICA DE QUIXADÁ

FACULDADE CATÓLICA DE QUIXADÁ

FACULDADE CISNE

FACULDADE CISNE

CAMPUS UFC/QUIXADÁ

CAMPUS UFC/QUIXADÁ
Próximo a UFC e IFCE

LOTEAMENTO RENATO CARNEIRO

LOTEAMENTO RENATO CARNEIRO

AEROPORTO QUIXADÁ

AEROPORTO QUIXADÁ

HOSPITAL REGIONAL - QUIXERAMOBIM

HOSPITAL REGIONAL - QUIXERAMOBIM

HOTEL VALE DAS PEDRAS

HOTEL VALE DAS PEDRAS

POLICLÍNICA QUIXADÁ

POLICLÍNICA QUIXADÁ