Rachel defende tratamento de doenças associadas ao consumo de drogas

julho 08, 2009 ·

A deputada Rachel Marques (PT) defendeu, em pronunciamento feito na sessão desta quarta-feira (08/07), a criação de políticas públicas estaduais para prevenção e tratamento dos transtornos associados ao consumo de álcool e drogas. A deputada apresentou projeto de lei nesse sentido e defendeu sua aprovação pelos parlamentares.

Rachel Marques afirmou que seu projeto tem como finalidade principal preencher a lacuna assistencial nas políticas de saúde existentes no Estado para a questão da prevenção e tratamento dos problemas relacionados ao consumo de drogas, especialmente com relação a crianças, adolescentes e jovens. O projeto prevê que a questão seja tratada com diferentes linhas de ação, que vão desde a ampliação da rede de Centros de Atenção Psicossocial (Caps) à ampliação de leitos para desintoxicação dos dependentes nos hospitais gerais.

Outros pontos da proposta são: construção de mecanismos para implantação do acolhimento com classificação de risco a situações de álcool e outras drogas na rede de urgência e emergência do Estado, de acordo com determinação da Organização Mundial da Saúde; implantação de casas de referência assistidas e outras experiências de acolhimento transitório e terapias continuadas, específicas para o público atendido; atendimento psicossocial aos pais e familiares dos dependentes químicos; fortalecimento da política de prevenção nas escolas e a abertura das escolas públicas nos finais de semana para atividades culturais e de lazer.

A deputada defende ainda, em seu projeto, a capacitação de profissionais para lidar com os transtornos ligados ao consumo de drogas e álcool. “Ainda há muito despreparo com relação a essa questão das drogas, por isso estamos propondo cursos de especialização em saúde mental com ênfase na questão da dependência química”, afirmou.

Os deputados Fernando Hugo (PSDB), Ely Aguiar (PSDC) e Vasques Landim (PSDB) fizeram apartes ao pronunciamento de Rachel e prestaram apoio ao projeto apresentado pela deputada. “É uma iniciativa brilhante, indo ao encontro dos mais carentes, que precisam de uma atenção maior do Estado, até porque dói muito na alma quando vemos mães com filhos acorrentados, porque é a única maneira que encontram para protegê-los das drogas”, afirmou Vasques.

Para Ely, o projeto de Rachel tem um alcance social muito grande. “É necessário que tenhamos a consciência de que algo precisa ser feito para combater o uso de drogas, principalmente entre os jovens e adolescentes”, disse, voltando a defender também a instalação de batalhões policiais de fronteira, para reduzir a entrada das drogas no Ceará.
LM/CG

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social

0 comentários:

FACULDADE CATÓLICA DE QUIXADÁ

FACULDADE CATÓLICA DE QUIXADÁ

FACULDADE CISNE

FACULDADE CISNE

CAMPUS UFC/QUIXADÁ

CAMPUS UFC/QUIXADÁ
Próximo a UFC e IFCE

LOTEAMENTO RENATO CARNEIRO

LOTEAMENTO RENATO CARNEIRO

AEROPORTO QUIXADÁ

AEROPORTO QUIXADÁ

HOSPITAL REGIONAL - QUIXERAMOBIM

HOSPITAL REGIONAL - QUIXERAMOBIM

HOTEL VALE DAS PEDRAS

HOTEL VALE DAS PEDRAS

POLICLÍNICA QUIXADÁ

POLICLÍNICA QUIXADÁ