Quixadá - Jornal O Povo admite erro em matéria

junho 30, 2009 ·

O POVO errou ao informar na edição de ontem que o estudante baiano João Ângelo Fernandes Monte Negro, 19, morreu ao saltar de paraquedas em Quixadá. Na realidade, morreu o paulista Natã Firmino da Silva, 45, que teria perdido a consciência durante a queda

O POVO errou ao informar na matéria “Rapaz morre após saltar de paraquedas”, publicada na edição de ontem, que o estudante baiano João Ângelo Fernandes Monte Negro, 19, havia morrido após cair durante salto de paraquedas realizado em Quixadá. Na realidade, quem morreu na queda foi o paulista Natã Firmino da Silva, 45, que caiu de uma altura aproximada de três mil metros.

Conforme o instrutor Júlio Falcão, profissional que ministrava o treinamento no município no último sábado, João Ângelo, na verdade, era o piloto do monomotor Skydive PT IGB 182, que conduziu Natã e outros dois esportistas para o salto naquela tarde.

De acordo com Falcão, Natã Firmino da Silva era um paraquedista experiente que praticava o esporte desde os seus 18 anos. Para ele, o mais provável é que Natã tenha sentido algum problema de saúde ao saltar, uma vez que não havia qualquer indicativo dele ter sequer tentado abrir o paraquedas.

Segundo Falcão, quem assistiu ao salto teria percebido que o paraquedista não fazia nenhum movimento após sair do avião, caindo em queda livre sem qualquer reação. O corpo de Natã foi localizado a dois quilômetros do campo de aviação do município.

O instrutor destaca que todos os equipamentos necessários ao salto estavam funcionando bem, inclusive os de segurança. Ele diz ainda que a mulher de Natã esteve no mesmo dia em Quixadá e informou que o marido alguns dias antes havia se queixado de palpitações e dores no peito. Falcão lembra que os outros dois paraquedistas que pularam com Natã abriram os paraquedas e chegaram ao solo sem problemas.

Telefonemas
Para os pais do piloto João Ângelo, Rose e Ângelo Girão, boa parte do dia ontem foi de dar explicações aos parentes e amigos espalhados em Mossoró e Natal, no Rio Grande do Norte, e em São Paulo, que telefonavam apreensivos para saber sobre o acidente. Ângelo Girão disse que a preocupação de todos era porque João Ângelo planejava fazer curso de paraquedismo. O POVO pede desculpas a João Ângelo, seus familiares e amigos.

O Povo

0 comentários:

FACULDADE CATÓLICA DE QUIXADÁ

FACULDADE CATÓLICA DE QUIXADÁ

FACULDADE CISNE

FACULDADE CISNE

CAMPUS UFC/QUIXADÁ

CAMPUS UFC/QUIXADÁ
Próximo a UFC e IFCE

LOTEAMENTO RENATO CARNEIRO

LOTEAMENTO RENATO CARNEIRO

AEROPORTO QUIXADÁ

AEROPORTO QUIXADÁ

HOSPITAL REGIONAL - QUIXERAMOBIM

HOSPITAL REGIONAL - QUIXERAMOBIM

HOTEL VALE DAS PEDRAS

HOTEL VALE DAS PEDRAS

POLICLÍNICA QUIXADÁ

POLICLÍNICA QUIXADÁ