Prefeitos do Ceará ignoram estado de emergência e investem pesado em festas e shows

junho 17, 2009 ·

O jornal O Povo de hoje traz uma matéria sobre a falta de seriedade de alguns gestores públicos nas cidades do interior do Ceará, enquanto optam por assinar decretos de emergência por calamidade pública devido as chuvas, patrocinam grandes eventos e shows milionários. Não poupou nem mesmo nossa Quixadá, onde a quantidade de chuvas foi praticamente igual a média histórica, veja o trecho:

No Crato, onde a banda Aviões do Forró será uma das atrações dos festejos juninos, o decreto de emergência foi assinado embora a quantidade de chuvas registrada nos primeiros meses de 2009, segundo a Funceme, fique abaixo da média histórica. Em Quixadá, onde a quantidade de chuvas foi praticamente igual à média histórica, as atrações das festas juninas, em plena situação de emergência incluiam as bandas de forró Mala Sem Alça, Pau de Arara, Balancear, Solteirões do Forró e Toca do Vale.

Investir em grandes atrações para as festas juninas é um paradoxo pela real situação de emergência que vive o estado, os governos municipais aguardam verbas federais para conter os prejuízos decorrentes das chuvas que afetaram o Ceará, mesmo assim não cancelaram os eventos já programados.

Em relação a Quixadá, nosso pula fogueira já é festa tradicional no município, esse evento foi bancado parte em convénio entre prefeitura e ministério do turismo, R$ 200 mil do governo federal.

A verdade mais cruel disso tudo e ninguém quer ouvir, grande parte desses shows e eventos populares caros tem cunho eleitoreiro, nossa população é alucinada por festas, não estou criticando a inexistências delas, ela é saudável quando parte-se do pressuposto que esses gastos não prejudiquem serviços básicos a população.

Em Quixadá, vivemos hoje uma situação de dificuldades financeiras, admitidas inclusive pela própria Prefeitura de Quixadá,a diminuição do FPM e gastos com a máquina pública. Quando me refiro as dificuldades de serviço básico cito, a falta de materiais obrigatórios no hospital Eudásio Barroso, a manutenção das vias da cidade entre outros serviços.

Se querem realmente investir de verdade no turismo de Quixadá, tratem o Açude do Cedro como ele merece, o turista que veio a Quixadá ficou com péssima impressão do descuido de tantos anos do maior patrimônio cultural, turístico e de arquitetura natural de nossa bela cidade.

Fabio de Oliveira

0 comentários:

FACULDADE CATÓLICA DE QUIXADÁ

FACULDADE CATÓLICA DE QUIXADÁ

FACULDADE CISNE

FACULDADE CISNE

CAMPUS UFC/QUIXADÁ

CAMPUS UFC/QUIXADÁ
Próximo a UFC e IFCE

LOTEAMENTO RENATO CARNEIRO

LOTEAMENTO RENATO CARNEIRO

AEROPORTO QUIXADÁ

AEROPORTO QUIXADÁ

HOSPITAL REGIONAL - QUIXERAMOBIM

HOSPITAL REGIONAL - QUIXERAMOBIM

HOTEL VALE DAS PEDRAS

HOTEL VALE DAS PEDRAS

POLICLÍNICA QUIXADÁ

POLICLÍNICA QUIXADÁ